Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
quarta, 23 de maio de 2018
ÚLTIMO MURO

 

reconstruo
não mais selando as pedras
mas com encomendas expressas
a morada de meu estar

 

onde descansa o guerreiro
que não sai mais de casa
se reconforta
com seus próprios sucos

 

não importa
o que me instruo
passaram os tempos
dos líquidos

 

os desalentos das montruosas
menstruações
os orgasmos falhos
os organogramas de futuro

 

remefaço um bom sonho
de esperança de morte
sem climas ou dores
absurdos


22.05.2018.

quarta, 23 de maio de 2018
INGREDIENTES

 

me toma

em toda tonalidade

em toda totalidade

em toda tonicidade

em toda minha vontade


que o amor vai sempre

estar alí

nas veias entre o pulmão e coração

nas vias da emoção

entre você e eu


o povo e todo o mundo

de frente

que atente

para a sensibilidade sem roupas

maquiagens ou mentiras toscas

para quem os maus e as mais

homens e mulheres mentem


esses criminosos que nada sentem

aqueles bandidos que foram banidos

e ainda reclamam da gente


me toma

como louco

só não esquece que ainda somos

uns dos poucos

que se amam


sem ter insígnas

nem diplomas

nem patentes


somos só nós

os ingredientes

 

22.05.2018.

terça, 22 de maio de 2018
A MEU TEMPO

 

meu reino não é o tempo

faz parte de uma linhagem

que é feita de algodão

e planta é outra linguagem

então o tempo é semeio

que corre à minha margem

 

é vento que escorre solto

ninguém o prende

nem corta

e faz do moço o idoso

e do deserto miragem

 

é água fria do poço

e alguém rente

alguém morna

imenso como um colosso

fugaz como uma aragem

 

meu reino por um momento

em paz com a eternidade

 

25.12.2017.

Páginas
<< Início  < Anterior 1 2 3 4 5 6 Próxima >  Última >>